segunda-feira, 29 de junho de 2015

Arquitetura | Casa de Antonio Epitácio | AM*

2012........................................
...
FEV12 No *casario da Manoel Rodrigues, a casa que resistiu às reformas.
FONTE: Google Street View. TRATO: Evaldo Brasil.
2013........................................
...
27JAN Casarão da Família Gomes Rocha permanece de pé, mas está à venda. Uma das últimas nesse estilo na Rua Manoel Rodrigues.
FOTO&TRATO: Evaldo Brasil.
2016........................................
...
18MAI Cenário de fundo para passagem da campanha Faça Bonito, de combate ao abuso e exploração de crianças e adolescentes.
FOTO&TRATO: Evaldo Brasil.
2017........................................
...
24JUN Traço antigo oculto pelo cenário falso antigo no São João de Esperança. 
FOTO&TRATO: Evaldo Brasil.

2018........................................

CASARÃO DOS EPITÁCIO

POR RAU FERREIRA* As “Casas Ecléticas” são construções que remontam ao academicismo do final do Século XIX e início do Século XX. Esperança possui um rico acervo desta arquitetura. O Casarão dos Epitácios é um grande exemplo.

Construída em 1915, por Manoel Maria, é uma mistura do estilo neoclássico e pré-modernista. A sua fachada nem sempre foi assim, já que foi reformada nos anos 40 por Alfredo Régis e, pelo que conheço, nos anos 80. Esta última acrescentou apenas uma área na entrada, pois antes só tinha uma porta e uma série de batentes que davam para a sala principal.

Ocupa um terreno de 10 x 30 metros. Em seu interior, além da sala de entrada há quartos e um corredor por aonde se chega à cozinha. Com quatro janelas frontais e um recorte que ainda se observa onde antes havia uma grande porta quase da altura das janelas.

Na sua platibanda há uma série de adornos e figuras decorativas. O círculo significando o infinito e o laço, a continuidade. Em cima de uma das janelas existe uma flor de lis, símbolo de poder e soberania; e também do governo oculto de Melquisedeque. Este desenho é usado no escotismo, na maçonaria e na alquimia. Vê-se ainda algumas flores, símbolo Rosa-cruz.

Uma característica dessas construções eram os quartos, em contraposição às salas enormes.
A residência é paralela às ruas Manoel Rodrigues e Theotônio Tertuliano Costa, atravessando o Beco de Cassemiro Jesuíno de Lima. Aos fundos há umas garagens, que davam para a antiga usina de força e luz.

Há quem diga que o seu estilo seria barroco. Contudo, por ser eclética, pode reunir elementos desta e de outras épocas. Na cidade, ainda podemos identificar com os mesmos traços arquitetônicos o “Casarão dos Delgados” e a “Casa Paroquia”, já que o “Casarão de Bento Torres”, foi demolida recentemente.

*Escritor, autor dentre outros, da biografia de Silvino Olavo (texto publicado originalmente em: http://historiaesperancense.blogspot.com/2018/06/casarao-dos-epitacios.html)

2019........................................
...
10MAI E o antepenúltimo casarão da Manoel Rodrigues desaparece. Agora só existe no virtual, passando aos anais do *arquivo morto de Esperança/PB...
FOTO&TRATO: Evaldo Brasil.
................................................
...
11MAI ...Voltando ao Preto&Branco, independente do que se erga em seu lugar...
FOTO&TRATO: Evaldo Brasil.
................................................
...
12JUN ...Na tendência dos centros comerciais.
FOTO&TRATO: Evaldo Brasil.

3 comentários:

  1. Adjalmir Rocha, via Facebook: Convivi com esta família maravilhosa . Saudades!
    Cida Galdino: Devia ser o Museu Histórico de Esperança através do Poder Público, seria uma oportunidade para mostramos nossas histórias e fotografias do passado e do presente, como também preservaríamos este Patrimônio da Família Gomes. A nossa juventude, geração nova, ia ter o prazer de visitar e conhecer um Museu aos Domingos e preencher as tardes com Cultura, fotos e artes expostas. Só uma ideia!
    Maria Salome Salomé Ferreira: Antes se não me engano era de Sr. Joaquim Alexandre e à azul da outra esquina era do galego de Antonio Emiliano.
    Joacil Braga Brandão: Uma grande lembrança! Dos amigos que moravam aqui!

    ResponderExcluir
  2. Magno Gelic Moura, via Facebook: uma cidade sem historia.
    Mas tem que vender, né?! Os proprietários têm direito de vender .
    Aldenir Freire Do Nascimento, idem: Casa um com suas opiniões.
    A minha é que patrimônio histórico ou não um imóvel sem manutenção virá ruína ou desmorona antes.
    Se há uma possibilidade da cruel e espaço ser renovado então, que assim seja.
    Antonio Barbosa: Agora, só lembranças e nada mais!
    João Delfino: Quando a memória se vai, a gente se perde.
    Socorro Acioli: E ficam só as lembranças.
    Emanuel Claudio: Eu quase caio pra trás quando passei ontem e vi a casa, o patrimônio histórico arquitetônico de nossa cidade está sendo completamente destruído, com o tempo, todas ficaram destruídas, pq nossa cidade não tem história ou pelo menos não respeita sua história, uma pena, lamentável
    Antonio Germano Duarte: É a vida, está escrito que tudo passa, só permanece a palavra de Deus.

    ResponderExcluir

Poema | Para Dizer Adeus | EVEV*

2021......................................... ... 04DEZ *Egberto Vital por Egberto Vital, em um poema de despedida. FONTE: Egberto Vital, vi...