sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Poema | C49-024 De como Desesperaldo Nascarreiras se viu como abençoado | Cordel

2008
...
22FEV De um tempo em que, usando prótese, descuidei e vivi o acima relatado.
TEXTO&TRATO: Evaldo Pedro da Costa Brasil.

2015
...
JAN15 Ilustração disponível na internet, utilizada na primeira publicação deste poema.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Poema | C49-023 Enfim recomeça agora o nosso Ano Letivo | Cordel

2008
...
20FEV De quando reiniciava o ano letivo, quando trabalhava com língua inglesa e artes no Irineu Joffily.
TEXTO&TRATO: Evaldo Pedro da Costa Brasil.

2015
...
04JAN Ilustração disponível na internet, utilizada na primeira publicação do poema.

domingo, 17 de fevereiro de 2008

Poema | C49-022 A árvore que chorou pedindo chuva | Cordel

2008
...
17FEV Diante da estiagem, um fenômeno natural de uma planta nos permitiu essa interpretação da realidade.
TEXTO&TRATO: Evaldo Pedro da Costa Brasil.

2015
...
02JAN Capa da edição impressa na Copiadora União.
AUTOR&EDITOR: Evaldo Pedro da Costa Brasil.

...

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Poema | Ana Amazona | Acróstico

POSTAGEM 012

...
SD Encontro de Lennon e Guevara. 
POEMA&TRATO: Evaldo Brasil.

Poema | Declaração de Guerra | Poema

POSTAGEM 011

...
SD Por do sol no bairro Portal da Esperança. 

FOTO&TRATO: Evaldo Brasil.

DECLARAÇÃO DE GUERRA

(Fragmentos…)

O que seria da vida
Sem o brilho do sol
E a beleza da lua?

…seria uma vida fria
…seria gelo que sua

Ao vento

…seria pó…
– Eu, sem a presença tua?!

Mas tua beleza fria
Não é como a da lua
Nela tem brilho sol
Ela está sempre nua.

Evaldo Pedro Brasil da Costa
…do caderno de estudos de 2003.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Poema | C49-021 O Carro da Madrugada vai engolir U-Perera? (3) | Cordel

2008
...
07FEV Conclusão da reflexão sobre uso de carro de som acompanhando o bloco Zé Pereira, que sai na madrugado do sábado para o domingo de Carnaval.
TEXTO&TRATO: Evaldo Brasil.

2017
...
MAR17 Página 7 do Boletim Virtual Lautriv Mitelob, 46ª Edição, em negativo, reproduz a primeira publicação desse poema em 18 de janeiro de 2010. 
EDITORES: Evaldo Brasil & Rau Ferreira.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Poema | C49-020 O Carro da Madrugada vai Engolir U-Perera? (2) | Cordel

2008
...
06FEV Continuação da reflexão sobre uso de carro de som acompanhando o bloco Zé Pereira, que sai na madrugado do sábado para o domingo de Carnaval.
TEXTO&TRATO: Evaldo Brasil.

2017
...
MAR17 Página 6 do Boletim Virtual Lautriv Mitelob, 46ª Edição, em negativo, reproduz a primeira publicação desse poema em 18 de janeiro de 2010.
EDITORES: Evaldo Brasil & Rau Ferreira.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

Poema | C49-019 O Carro da Madrugada vai engolir U-Perera? (1) | Cordel

2008
...
05FEV Poema reflexão sobre uso de carro de som acompanhando o bloco Zé Pereira, que sai na madrugado do sábado para o domingo de Carnaval.
TEXTO&TRATO: Evaldo Pedro da Costa Brasil.

2017
...
MAR1Página 5 do Boletim Virtual Lautriv Mitelob, 46ª Edição, em negativo, reproduz a primeira publicação desse poema em 18 de janeiro de 2010.
EDITORES: Evaldo Brasil & Rau Ferreira.

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

Frase | A fera tá na tarefa | Palíndromo*

POSTAGEM 010

SD Palíndromo I: Da Luta. FRASE&TRATO: Evaldo Brasil
*Um palíndromo é uma palavra, frase ou qualquer outra sequência de unidades (como uma cadeia de ADN: Enzima de restrição) que tenha a propriedade de poder ser lida tanto da direita para a esquerda como da esquerda para a direita. Num palíndromo, normalmente são desconsiderados os sinais ortográficos (diacríticos ou de pontuação), assim como o espaços entre palavras (...)

SAIBA MAIS EM: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pal%C3%ADndromo

Desenho | Charge quase Cartoon | Charge

POSTAGEM 009
SD Em 1991 publicava na revista Contexto… CHARGE&TRATO: Evaldo Brasil.

domingo, 3 de fevereiro de 2008

Poema | Andança para Onde não Sei | Livre

POSTAGEM 008
A cada reforma, um pedaço da história se vai...
ANDANÇA PARA ONDE NÃO SEI
(Manifesto contra a Arquitetura do Nada)

Caminho de casa em direção à Matriz
Não sei claramente aonde ir, mas sei onde estou
Vejo São Francisco: Nova Califórnia: – Tubiacanga!
As casas passam sem cor vida traço – terraço, ornamentos, floreios
Arquitetura do nada –quase nada resta– atesta o bom senso
Becos tortos resistem tortos à tortura – ataque aéreo…
O coreto da infância não está na praça: O padre pediu, derrube-se!
Passa Getúlio Vargas, vem outro, quem?
Correio Casarões Matriz Praça Adro
Sítio arquitetônico em pleno centro comercial – vende-se tudo!
Tudo, mesmo, parece outro, Cemitério. Sem mistério algum
Deixo as almas para trás.
Os fantasmas vivos, assombrosos, já me bastam
Não vejo as fachadas de 10, 20, dirá 80 anos atrás
Vejo a fachada predadora (gafanhotos vorazes) feroz
Passam por mim voando rasantes
Mais baixos que o sobrado
Que sobrou quase ileso na esquina do Sertão
Passam duas ou três imagens do que tivemos
Em meio a insignificância do que temos
Mas passam e pesam sobre um caixão de defunto erguido banco
Onde estão definitivamente enterrados
Os palcos da autonomia e da fantasia – ambas perdidas!
Já não temos identidade. Sem elas, perdidos, sem elos
Outras poucas fachadas resistem no caminho e passam
Por mim pelo tempo pelo apelo depredador do capital
Enquanto o humano é mero, objeto abjeto
Chego à nova praça
Que, da Cultura, prova dessa cultura demolidora da memória.
Não esqueço o São Francisco, Ideal, La Buca Romana.
Como seremos se já não somos o que éramos?
Zumbis a caminhar para onde não se sabe – Sabia!?

(E o Pedro Paulo Medeiros voltou, aqui chorou, revoltou para terra alheia. Já não encontrara o que trazia nas lembranças: Perdera a Esperança…)

Evaldo Pedro da Costa Brasil
Em 23 de fevereiro de 2005.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Poema | Noção Planetária | Letra

1997......................................... 
...
16JUL Toada dedicada ao Bumba-meu-boi de João Marcolino. 
FOTO: Internet. POEMA&TRATO: Evaldo Brasil. 

Poema | C49-222 Até quando Florescer | Cordel

2021......................................... (Cinco gerações pra trás, cinco gerações pra frente) ... 14ABR De volta às preocupações com a ...