Mostrando postagens com marcador Cordel36. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Cordel36. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Poema | O Sorriso da Flor Formosa (1) | Cordel

2011........................................

Na vespra de Santontõe
Vi seu sorriso feliz
O santo já fez o milagre
Você é tudo que quis
É a coisa mais formosa
Daqui e de todo país.

Seu pianinho resplandece
Como as estrela do céu
E cá debaixo te olhando
Dou de garra do chapéu
Quereno lavar a égua
E ser assim seu corcel.

Contam-me os Passarim
Que certo dia estarei
Diante de tua mus'ga
E nesse canto de rei
Vou festejar nosso amor
Na cama que escolherei.

Mas o branco do teu riso
Ainda não é todo meu
Você tem uma pareia
Que também te escolheu
Por enquanto ‘tô sonhano
Co'a luz que Deus me deu.

Eu aqui na Platonice
Fico a ti querer pra mim
Pra que sejamos um par
A seguir junto o camim
A semear muitas flores
Recompor nosso jardim.

Fico assim te esperano
Vivendo de verso e prosa
Doidim pra te encontrar
E declarar-te, valorosa,
Desde que vi para mim
O sorriso da flor formosa.

Evaldo Pedro da Costa Brasil
Em 21 de junho de 2011.

Publicado de improviso na Educar para Crescer da Editora Abril, site que ensina a fazer cordel.

Capas | De quando a Ala-Ursa foi às forras com o Homem-nu | C177*

2014........................................ ... ABR14 Poema *177 no formato Cordel, na temática ambientalista, aproveitando nossa simbólica...