quarta-feira, 7 de abril de 2010

Poema | C49-131 De quando o Judas morreu (1-4) | Cordel

O fantasma do enforcamento assusta qualquer ator

2010........................................
...
04ABR A expectativa, o medo, o desafio e os resultados... 
AUTOR&TRATO: Evaldo Pedro da Costa Brasil.

No segundo dia foi menor a agonia

................................................
...
09ABR ...Como na primeira noite, volto a escrever, como volto a figurar...
AUTOR&TRATO: Idem.

Quando a corda falsa se fez verdadeira

................................................
...
10ABR ...Nas cenas de multidão, quando misturado já comemoro os reultados...
AUTOR&TRATO: Idem.

Deus estava por perto pra que tudo desse certo

................................................
...
10ABR Do sucesso do evento e por ter escapado à forca.
AUTOR&TRATO: Idem.

Um comentário:

  1. Parabéns meu caro, de volta a ativa!
    Seria interessante uma foto do próprio ator em cena. E se me permite uma correção, na segunda estrofe do número II tem um sinal "[".
    Outra coisa, posso republicar no blog?
    Um forte abraço;

    Rau Ferreira
    Blog: "História Esperancense"
    http://historiaesperancense.blogspot.com

    ResponderExcluir

Nossa história agradece as suas colaborações. Continue participando deste trabalho colaborativo.

Personagem | Júlia Lima | PLV*

2020......................................... ... NOV20 Bem que poderia ser a personagem local da vez mas é tão somente a *"princesa li...